Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR DANCE

02:00 03:59

Atual

NTR Dance

02:00 03:59

Atual

NTR DANCE

02:00 03:59

Atual

NTR Dance

02:00 03:59

Background

“A DÚVIDA SOBERANA” DE ZECA MEDEIROS

Escrito por em Abril 7, 2021

Campanha de pré-venda do álbum “A DÚVIDA SOBERANA” de ZECA MEDEIROS, composto por um CD e DVD. São 120 páginas, 14 canções e 24 vídeos. Os exemplares adquiridos entre 19 de Março e 19 de Abril serão autografados pelo Zeca Medeiros.

 

 

José Medeiros, popularmente conhecido como Zeca Medeiros, é um dos maiores compositores da música portuguesa, iniciada no longínquo ano de 1978.
Autor de inúmeras bandas sonoras de séries televisivas de enorme sucesso como Xailes Negros, Gente Feliz com Lágrimas, Mau Tempo no Canal, construiu ao longo da sua carreira obras musicais de reconhecido mérito, sendo agraciado com vários prémios, de que destacamos o Prémio José Afonso em 2005 com o seu “Torna -Viagem”.
“A Dúvida Soberana”, nome deste seu novo trabalho, uma edição numerada que reúne 14 canções, 24 videos e 120 páginas.
Com a riqueza da sua sensibilidade musical e poética, este livro é uma homenagem aos seus Açores, à vida, ao sofrimento, à aventura, à descoberta, à dúvida que a todos assola, mesmo que de formas diferentes.

Depois de há meia dúzia de anos atrás ter editado o fabuloso trabalho “Aprendiz de feiticeiro”, o cantautor Zeca Medeiros, aproveitando o actual período de pandemia e de recolhimento obrigatório vigente há alguns meses, e trabalhando a fundo com tempo, dedicação, amor e inspiração,  preparou, escreveu e  gravou uma nova obra discográfica (CD +DVD), que sem dúvida, face à sua altíssima qualidade, quer temática, quer sonora, quer  instrumental vai entrar para os anais da nossa música.

“A dúvida soberana”,  um projecto quase conceptual, onde o artista micaelense surge rodeado de uma série de grandes instrumentistas e algumas brilhantes vozes do nosso panorama musical – Filipa Pais, João Afonso, Katia Guerreiro, Carlos Guerreiro, Manuel Rocha, Rafael de Carvalho, Carlos Peninha, só para citar alguns – abordando a temática das viagens marítimas, onde até na composição de abertura do disco se celebra o “achamento” da Ilha de Sta Maria -, está portanto de volta, um notável artífice da palavra, um retratista de viagens marítimas e um peregrino de grandes emoções, que mais uma vez surpreende pela sua veia criativa e pela excelência das propostas, ao mesmo tempo que se transforma de novo num romeiro de aventuras terrenas e marítimas e, acima de tudo, num carismático alquimista  da música popular portuguesa…

João Afonso de Almeida

 


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Continue lendo