Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR CLASSIC HOUR

11:00 11:59

Atual

NTR Classic Hour

11:00 11:59

Atual

NTR CLASSIC HOUR

11:00 11:59

Atual

NTR Classic Hour

11:00 11:59

Background

"A ÍRIS SELVAGEM" DE LOUISE GLUCK – PRÉMIO NOBEL LITERATURA 2020

Escrito por em Dezembro 20, 2020

O LIVRO DO DIA NTR.

A ÍRIS SELVAGEM
No fim do meu sofrimento
havia uma porta.
Ouve‑me bem: recordo aquilo
a que tu chamas morte.
Por sobre mim, barulhos, ramos ondulantes de pinheiro.
Depois, nada. O sol fraco
a cintilar na superfície seca.
É muito duro sobreviver assim,
a consciência
sepultada na terra escura.
Depois, o fim: aquilo que se teme, ser
alma e incapaz
de falar, termina bruscamente, a terra hirta
curvando‑se um pouco. E o que eu achei serem
pássaros lançando‑se em voo pelos ramos baixos.
A vós que não recordais
a passagem do outro mundo
digo‑vos que eu poderia novamente falar: o que
regressa do olvido regressa
para encontrar uma voz:
do centro da minha vida brotou
uma fonte fresca, sombras
em azul profundo sobre o azul da água do mar.

LOUISE GLUCK

PRÉMIO NOBEL DA LITERATURA 2020

Edição Bilingue

SOBRE A AUTORA:
Louise Glück recebeu o Prémio Nobel da Literatura de 2020, “pela sua inconfundível voz poética, que, com uma beleza austera, tornou universal a existência individual”. O prémio da Academia Sueca reconhece um longo percurso de escrita de poesia e ensaio. Louise Elisabeth Glück nasceu a 22 de Abril de 1943 em Nova Iorque, filha de emigrantes húngaros, que se haviam fixado nos EUA algumas décadas antes. Estudou na Sarah Lawrence College e na Universidade de Columbia. Teve uma infância e adolescência difíceis, mas um contacto precoce com autores gregos e latinos permitiu-lhe acolher a herança clássica e escrever uma poesia que, através de imagens universais, aborda a fragilidade essencial dos seres humanos. É autora de mais de uma dezena de livros de poesia e de dois ensaios, Proofs and Theories (Prémio PEN/Martha Albrand) e American Originality.
Recebeu o National Book Critics Circle Award por The Triumph of Achilles e o Pulitzer por A Íris Selvagem. Recebeu também o Bobbitt Prize, concedido pela Biblioteca do Congresso, o William Carlos Williams Award da Poetry Society of America e o Ambassador Book Award da English-Speaking Union. Louise Glück foi poeta laureada em 2003 e 2004, membro da Academia Americana de Artes e Letras e escritora residente da Rosenkranz na Universidade de Yale.Vive em Cambridge, Massachusetts, nos EUA.


Continue lendo