Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR DANCE

02:00 03:59

Atual

NTR Dance

02:00 03:59

Atual

NTR DANCE

02:00 03:59

Atual

NTR Dance

02:00 03:59

Background

MORREU O PAI DE MICHELL VAILLANT

Escrito por em Janeiro 22, 2021

 

Jean Graton, autor de banda desenhada franco-belga, criador do piloto de automóveis Michel Vaillant, cujas aventura eram semanalmente publicadas na versão portuguesa da revista Tintin, morreu quinta-feira em Bruxelas, tinha 97 anos. O herói criado por Graton continua vivo nas histórias agora escritas pelo seu filho Philippe.

Nascido na cidade francesa de Nantes em 1923, estava radicado na Bélgica desde os anos 40 – recebeu a comenda da Ordem das Artes e das Letras em França e foi nomeado cavaleiro da Ordem de Leopoldo na Bélgica –, Jean Graton  era o último representante vivo da geração dos autores da revista Tintin.

O piloto nasceu em 1957 nas páginas da revista belga Tintin e teve uma versão portuguesa publicada entre 1968 e 1982. Os leitores portugueses – dos 7 aos 77 anos, de acordo com a frase publicitária da revista, puderam seguir durante esse período, ás quintas-feiras, as aventuras de Michel Vaillant e do seu amigo, americano Steve Warson.

Jean Graton, trabalhou em publicidade e animação, foi ilustrador de: As mais belas histórias do Tio Paulo, de Jean-Michel Charlier, na revista Spirou. Também fez ilustração para o jornal Les Sports. Na revista Tintin, escreveu e a desenhou as suas próprias histórias sobre desportos tais como râguebi, basquetebol, escalada, boxe, hóquei no gelo ou futebol americano, que depois deram origem ao álbum Ça C’est du Sport, de 1957.

Mas, a sua principal paixão eram as corridas de automóveis. Michel Vaillant, é o seu o principal legado. O seu piloto de ficção participava em corridas reais, com pilotos que existiam. Desenhou-o até 2004, ano em que se reformou com 80 anos.

O autor, também dedicou espaço a Portugal nas suas aventuras, a primeira vez  foi no 19º álbum da serie no original “5 Filles Dans La Course!”, no nosso país foi foi publicado com o título “Rali em Portugal”. Lançado em 1971 e reeditados anos mais tarde, a história passa-se na 3ª edição do Rali Internacional TAP. O saudoso Alfredo César Torres, histórico organizador da prova é retratado no livro. A equipa Vaillante, conta com 3 equipas: os franceses Michel Vaillant / Françoise Latour (que haveria se se tornar sua mulher), o galã americano Steve Warson, com a portuguesa Cândida Maria de Jesus e os belgas Jacky Ickx / Brigitte Lecharme.

Em conjunto, enfrentam uma prova de 2.438 quilómetros, com partida à moda antiga, de diferentes cidades europeias e dividida por 8 classificativas, em estradas em muito mau estado. Misturando ficção e realidade, há uma quinta dupla mista no livro – Gilbert Staepelaere / Nicole Sol – que, ao volante de um Ford Taunus 20 M RS, participou na edição real de 1969 do rali TAP.

O saga regressa a Portugal com “O Homem de Lisboa” em 1984. O casal Steve Warson e Julie Wood, estão de férias em Lisboa, num fim-de-semana de namorados, aproveitando a partida do Rali de Portugal, enquanto Michel e Jean-Pierre Vaillant estão a braços, em França, com um grave problema que poderá colocar em causa a saúde e continuidade da empresa Vaillante, numa intriga que envolve espionagem industrial.

Portugal, volta a ser referência no álbum “A Febre de Bercy” em 1988), edição que retrata o então ‘ELF Masters de Bercy’, prova de karting de final de ano em que se reúne a nata do motorsport mundial, grupo que integra o piloto português Pedro Lamy. Cinco anos depois, o piloto português volta a surgir no álbum “A Prova”, onde é descrita uma competição criada por uma rede de casinos para se encontrar o melhor piloto do mundo. Correndo-se nos quatro cantos do mundo e integrando um evento-surpresa, num local secreto, esta história tem continuidade no tomo seguinte, “100 Milhões de Dólares por Steve Watson”.

O seu filho, Philippe Graton, desde o início dos anos 80, era responsável pelos textos da serie e continuou a publicar as aventuras de Michell Vaillant até aos dias de hoje. 13 Jours, o mais recente álbum da série de livros de Michel Vaillant, saiu em 2019. A saga regressa à Formula 1 e é editada em Portugal com o título “13 Dias”, a equipa Vaillante regressa dos festejos do sucesso obtido no GP de Macau de F3 e Michel vê-se chamado pela Renault.

Paulo António Monteiro


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Continue lendo