Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR CHART

12:00 12:59

Atual

NTR Chart

12:00 12:59

Atual

NTR CHART

12:00 12:59

Atual

NTR Chart

12:00 12:59

Background

NA MORTE DE CARMEN DOLORES

Escrito por em Fevereiro 20, 2021

 

 

 

 

 

 

 

 

Carmen Dolores morreu na passada 3ª feira, com 96 anos.
Lembro-me dela ainda no tempo em que fazia teatro radiofónico
e eu era miúda. Nunca me esqueço quando ela era a
Hermengarda, do “Eurico, o Presbítero”, de Alexandre
Herculano. Enlouquecia e gritava “Euriiiiiiico!… Euriiiiiico!…”. Eu
ficava apavorada, de tal maneira que corria a enfiar-me na cama,
a tremer de medo.

Nessa altura as crianças podiam entrar em todo os teatros e
cinemas, e eu fui sempre acompanhando a carreira dela, no
Trindade, no Nacional, e –então já adulta—naquela experiência
extraordinária que foi o Teatro Aberto, aos fins de semana no
palco do Cinema Império. Eu e o meu namorado íamos sempre
às sessões das 11 da manhã—e o teatro estava sempre cheio.
Nunca perdemos um epectáculo. Lembro-me do “Tinteiro”, do
“Ratos e Homens”—mas sobretudo do “Felizmente Há Luar” e
de “O Render dos Heróis”, que vimos duas vezes.
Mas a censura não deixou aquele sonho durar muito—e o grupo
teve de acabar. Apesar de tudo ainda durara quatro anos.
A Carmen foi uma actriz que sempre soube gerir bem a sua
carreira e que, muitas vezes, pôs a família antes do teatro. Por
isso acompanhou o marido a Paris, onde viveu durante sete
anos. Regressou e continuou a fazer teatro, cinema, televisão
Soube também retirar-se a tempo, no fim da representação da
peça “Copenhaga”, no Teatro Aberto, em 2005.

Lembro-me de uma entrevista que ela então deu ao António Macedo,na
Antena-1, em que a dada altura exclamou: “Ai António, o que eu
fazia se tivesse agora 80 anos!”

E temos duas coisas a unir-nos : embora em épocas diferentes,
andámos ambas no Liceu Filipa de Lencastre.

 

 

“AS MINHAS HISTÓRIAS NAS ONDAS DO ÉTER”

 

 


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Continue lendo