Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR CALM

19:00 20:59

Atual

NTR Calm

19:00 20:59

Atual

NTR CALM

19:00 20:59

Atual

NTR Calm

19:00 20:59

Background

O ROSTO DA PROFANAÇÃO DA DEMOCRACIA AMERICANA

Escrito por em Fevereiro 17, 2021

RUBRICA SEMANAL DE MÁRIO MÁXIMO.

O assalto ao Capitólio, sede da democracia americana, perpetrado no passado dia 6 de
janeiro, teve um rosto. O rosto do seu mandante. E ninguém tem dúvidas do nome do
dono desse rosto.

A democracia americana foi profanada. E não foi uma profanação simbólica. Não! Foi
mesmo real. A imagem com que todo o mundo ficou foi a de que um bando
desgovernado de gente perigosa, vestida como se fosse participar num circo de muito
mau gosto, subiu as escadarias do Capitólio e entrou por ali dentro em jeito de assalto
carnavalesco. Mas não era assalto para brincar ao carnaval. Os objetivos eram políticos
e mortos foram cinco, para além de vários feridos.

Nos últimos dias, tem sido extraordinário vermos na televisão o julgamento político
encenado na sequência do impeachment. O segundo impeachment, aliás, para o tal
dono do tal rosto mandante. É uma coleção muito boa para ele mostrar com ‘orgulho’
aos netos…

Ouvimos os argumentos da acusação e devo dizer que foram claros, cristalinos, de tal
forma que nem sequer precisei de ir ‘tirar um curso na América’ para perceber o que
se passou naquele 6 de janeiro de 2021, porque aconteceu, a quem poderia aproveitar
e quem foi o estratega e o mandante.

Ouvir a argumentação da defesa foi dececionante mas a verdade é que nem a posso
criticar. Pois que numa justiça democrática até um serial killer tem direito a uma
defesa competente.

Ora o problema esteve em que congressistas republicanos, políticos de
responsabilidade na América e no mundo, não conseguiram (salvo dez honrosas
exceções), perante a evidência de um crime ignóbil, um verdadeiro atentado à
legitimidade da democracia americana, tirar a devida conclusão e votar
favoravelmente o impeachment. Não conseguiram agir em conformidade com o que
até uma criança medianamente inteligente teria concluído: que havia um rosto
culpado, o rosto de quem foi o mandante do triste acontecimento.

Os americanos ficaram a saber que há políticos que não conseguem responsabilizar
aqueles que mais prevaricam e atentam contra a legitimidade de uma democracia que
é estratégica para o mundo. Os americanos e todo o mundo.

 

TWEETS COM CORAÇÃO
By MÁRIO MÁXIMO


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Continue lendo