Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR CHART

21:00 21:59

Atual

NTR Chart

21:00 21:59

Atual

NTR CHART

21:00 21:59

Atual

NTR Chart

21:00 21:59

Background

PRÉMIO OCEANOS 2021

Escrito por em Março 17, 2021

Abre inscrições para edição de 2021 e convoca editores e autores, de 22 de março a 18 de abril.

Certame também dá início à primeira edição do Mapeamento das Literaturas em Língua Portuguesa.

A coordenadora do mapeamente, Selma Caetano: “Queremos contribuir para o desenvolvimento do mercado editorial como recurso para o fortalecimento da literatura escrita em língua portuguesa, da profissionalização do autor e do sistema editorial”,

As inscrições para a edição de 2021 do Oceanos estão abertas a partir das 12h – horário de Brasília – da segunda-feira, dia 22 de março, e se encerram às 23h59 de 18 de abril, domingo. Podem ser inscritos romances, livros de poesia, conto, crônica e dramaturgia publicados entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2020. Concorrem obras editadas em qualquer lugar do mundo, desde que escritas originalmente em língua portuguesa.

As inscrições podem ser feitas pela editora e/ou pelo autor, com o preenchimento da ficha de inscrição e a inclusão da obra inscrita em formato PDF no site https://www.itaucultural.org.br/oceanos. A tecnologia desenvolvida pelo Itaú Cultural permite que todos os livros inscritos e validados pela curadoria do prêmio sejam avaliados em uma plataforma digital por júris internacionais, compostos por escritores, poetas, professores e críticos literários dos países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). As obras passarão por um processo de avaliação realizado em três etapas até chegar a três vencedores.

Mapeamento das Literaturas em Língua Portuguesa

A partir deste ano, além do patrocínio do Banco Itaú e da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), de Portugal, o Oceanos passa a contar também com a parceria do Instituto Cultural Vale. O prêmio segue, em 2021, com o apoio do Itaú Cultural, responsável pela governança do projeto, e do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas de Cabo Verde, e com o apoio institucional da CPLP.

Essas instituições estarão a partir de 2021 trabalhando em benefício do principal objetivo do Oceanos: ampliar o conhecimento sobre as literaturas dos países membros da CPLP por meio do mapeamento da produção literária em língua portuguesa. “Queremos contribuir para o desenvolvimento do mercado editorial como recurso para o fortalecimento da literatura escrita em língua portuguesa, da profissionalização do autor e do sistema editorial”, afirma a coordenadora do projeto, Selma Caetano

Junto às inscrições, o prêmio dá início a um processo de coleta de informações básicas para a constituição de um banco de dados literários inédito, que permitirá identificar tendências e lacunas. Essas informações serão coligidas, tratadas e analisadas, e aos resultados será dada ampla divulgação junto a todos os atores da dinâmica do livro, na qual se incluem também os órgãos governamentais, educacionais, empresariais, as universidades, a imprensa e o público em geral.

Para levar a cabo o Mapeamento das Literaturas em Língua Portuguesa, o Oceanos trabalhará em duas frentes:

1) junto aos editores e autores dos livros inscritos, que devem preencher, na inscrição, um formulário mais completo sobre as obras. A organização do Oceanos ressalta a importância da participação de editores e autores no prêmio, e de sua disponibilidade para o preenchimento preciso da ficha de inscrição;

2) junto a professores e pesquisadores das literaturas em língua portuguesa, que irão desenvolver uma cartografia literária a partir dos dados de cada livro inscrito e do conjunto das inscrições.

Identidade visual

Nesta edição, o Oceanos ganha nova identidade visual, com assinatura do designer gráfico Raul Loureiro, um dos premiados capistas do país. Loureiro teve projetos desenvolvidos para a Companhia das Letras, Instituto Moreira Salles, Revista Época e Bienal de SP, entre outros.

Processo

O processo de avaliação do Oceanos é realizado em três etapas. Na primeira, o Júri de Avaliação elege as 50 obras semifinalistas entre os concorrentes e escolhe, por votação, os membros dos júris subsequentes (Intermediário e Final). Na segunda etapa, o Júri Intermediário seleciona 10 finalistas entre os 50 semifinalistas eleitos pelo júri anterior. Por fim, na terceira etapa, o Júri Final escolhe os três vencedores entre os 10 finalistas.

Todos os livros inscritos concorrem entre si, independentemente do gênero literário, pelas três premiações, com valor total de R$ 250 mil – R$ 120 mil para o primeiro colocado, R$ 80 mil para o segundo e R$ 50 mil para o terceiro.

A curadoria desta edição do prêmio é formada pela linguista Adelaide Monteiro, de Cabo Verde, a escritora e jornalista Isabel Lucas, de Portugal, e o jornalista Manuel da Costa Pinto, do Brasil, com coordenação da gestora cultural Selma Caetano.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Continue lendo