Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR CLASSIC HOUR

11:00 11:59

Atual

NTR Classic Hour

11:00 11:59

Atual

NTR CLASSIC HOUR

11:00 11:59

Atual

NTR Classic Hour

11:00 11:59

Background

"QUARTETO OPUS28" CONCERTOS DE NATAL

Escrito por em Dezembro 3, 2020

  • 03 Dez 2020 – 21h15​ – Igreja de Nossa Senhora do Rosário (Vila Franca do Rosário, Mafra)
  • 04 Dez 2020 – 18h00 – Palácio Pimenta – Museu de Lisboa (Lisboa)
  • 04 Dez 2020 – 19h30 – Palácio Pimenta – Museu de Lisboa (Lisboa)
  • 17 Dez 2020 – 21h15 – Igreja de São Miguel de Alcainça (Alcainça, Mafra)

Quarteto Opus 28 é um agrupamento com formação clássica.

Foi criado em 2003 por jovens músicos de Lisboa, com o intuito de tornar a música “clássica” mais acessível ao público, desafiando a cumplicidade desenvolvida ao longo de diversos anos de convívio e trabalho conjunto em música de câmara, orquestra e outros projetos.

E porquê Quarteto Opus 28?

Depois dos ensaios de orquestra e no regresso a casa, era em conjunto e no elétrico 28 que surgiam as melhores conversas e ideias. Simbolizando o espírito do grupo, enquanto músicos alfacinhas, nasceu o Quarteto Opus 28.


Consoante o contexto, o agrupamento tem a flexibilidade de se apresentar com formação de:

Trio de cordas e flauta transversal
Trio de cordas
Quarteto de cordas
Cordas e Voz
Cordas e Sopro
Cordas e Piano
Desde a sua formação, o Quarteto Opus 28 tem realizado diversos concertos públicos e privados tais como apresentações em cerimónias formais, eventos de empresas e gravações para televisão e cinema.

Recentemente, tem apresentado o seu programa Uma História Musical de Natal em locais emblemáticos como a Igreja de Santo Condestável, o Museu da Música, Palácio Pimenta – Museu de Lisboa e o Palácio de Seteais.
Em 2017 realizou, no Mosteiro dos Jerónimos, um concerto inserido no Ciclo de Música Jovens Músicos Novos Ouvintes e estreou os programas À La Carte no Solar Zagallos e À La Carte: A Ceia de NatalNeste ano, o Quarteto Opus 28 foi também convidado a participar na Trezena de Santo António, num dos concertos promovidos pela EGEAC.
Em 2018 participou no Baile Barroco do Palácio Pimenta – Museu de Lisboa e levou o programa “À La Carte” ao Auditório Municipal Ruy de  Carvalho e ao Palácio Marquês da Fronteira. Ainda neste ano foi convidado a integrar o Festival Oeiras 1700 no Palácio Marquês de Pombal. 
Tem vindo a colaborar com alguns agrupamentos corais, nomeadamentea acompanhar o Coral Publia Hortensia em vários concertos em Lisboa e Carnaxide.


Continue lendo