Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR CALM

19:00 20:59

Atual

NTR Calm

19:00 20:59

Atual

NTR CALM

19:00 20:59

Atual

NTR Calm

19:00 20:59

Background

TEATRO NACIONAL S. CARLOS

Escrito por em Fevereiro 14, 2021

Transmissão online — 14 fevereiro 2021, 16h
exclusivamente em YouTube.com/SaoCarlos

 

Petite Messe Solennelle

 

Petite Messe Solennelle, de Gioachino Rossini
com o Coro do Teatro Nacional de São Carlos
Gravado a de 15 de julho de 2020,
no Pátio do Palácio Nacional da Ajuda


Este domingo, dia 14 de fevereiro, às 16h, será transmitida a gravação de Petite Messe Solennelle, com Dora Rodrigues (Soprano), Maria Luísa de Freitas (Meio-soprano), Carlos Cardoso (Tenor), André Henriques (Barítono), Nuno Margarido Lopes (Harmonium) João Paulo Santos (Direção Musical) e Elementos do Coro do Teatro Nacional de São Carlos, concerto apresentado a 15 de julho de 2020, no Pátio do Palácio Nacional da Ajuda, no âmbito do Festival ao Largo 2020.


Dora Rodrigues Soprano
Maria Luísa de Freitas Meio-soprano
Carlos Cardoso Tenor
André Henriques Barítono
Nuno Margarido Lopes Harmónio
João Paulo Santos Piano e Direção Musical
Elementos do Coro do Teatro Nacional de São Carlos


Composta em 1863, 34 anos depois da subida à cena da última ópera de Rossini (Guillaume Tell), esta Petite Messe foi escrita em Passy, onde o compositor decidiu passar as últimas décadas da sua vida e onde — além de cozinhar infatigavelmente — recebia com a mulher os amigos de ambos, nos célebres samedi soirs. Para esses amigos, Rossini compunha pequenas peças de câmara, muitas vezes vocais, a que chamou os seus péchés de vieillesse. A missa parece ter sido encomendada pelo conde Alexis Pillet-Will, a cuja mulher, Louise, é dedicada. É estruturada em vários andamentos, na tradição da missa solemnis, mas Rossini chamou-lhe ironicamente petite. A inabitual orquestração original para vozes, dois pianos e harmonium bebe na tradição napolitana do século XVIII. Rossini queria 12 cantores no total: oito coristas e quatro solistas. Foi estreada a 14 de março de 1864 no hôtel da condessa em Paris. Solistas foram as irmãs Carlotta e Barbara Marchisio, Italo Gardoni e Luigi Agnesi. Nessa ocasião, Rossini virou as páginas e marcou o tempo com a cabeça. À estreia assistiram Meyerbeer, Auber, Thomas. Em 1867, 3 anos depois, Rossini orquestrou a obra. A primeira execução desta versão foi dada a 24 de fevereiro de 1869.


Classificação etária
M/6


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



Continue lendo