Faixa Atual

Título

Artista

Atual

NTR BY MORNING

08:00 10:59

Atual

NTR by Morning

08:00 10:59

Atual

NTR BY MORNING

08:00 10:59

Atual

NTR by Morning

08:00 10:59

Background

XIII WEST COAST FESTIVAL MÚSICA ANTIGA 2020 "SOB O SIGNO DE BEETHOVEN"

Escrito por em Novembro 5, 2020

13.ª edição do Festival West Coast em Oeiras.

Concertos e Masterclasses durante o mês de novembro na Capela de Santo Amaro em Oeiras, com alguns dos melhores músicos internacionais: Florian Deuter, Yuko Inoue, Laura Granero, Ketil Haugsand, Duo ArParla e Concerto Ibérico. Música de câmara e recitais com pianoforte, cravo, violino e harpa. 

Produção, MAAC. 

Patrocínio Institucional: Município de Oeiras e DGArtes.

O West Coast – Festival de Música Antiga de Oeiras foi criado em 2008 e conta desde a 1.ª edição com o apoio e a parceria da Câmara Municipal de Oeiras.


Em 2020, o festival decorre entre 4 e 29 de novembro, e apresenta uma programação inteiramente dedicada a Beethoven e seus contemporâneos, repartida entre os concertos na Capela de Santo Amaro e as masterclasses na Escola Música Nossa Senhora do Cabo em Linda-a-velha.
Nesta edição, e pela primeira vez em Oeiras, será utilizado um pianoforte restaurado pelo construtor holandês Geert Karman nos concertos das pianofortistas Yuko Inoue e Laura Granero, as quais em conjunto com o violinista Florian Deuter, o cravista Ketil Haugsand e a harpista Maria Cleary, entre outros intérpretes, celebram, nos seus concertos, a herança musical e cultural de Beethoven, figura maior e revolucionária da Cultura Europeia. Ao longo do seu historial, o festival tem valorizado o património arquitectónico civil e religioso do Concelho de Oeiras com as actividades que organiza, sendo dado particular destaque aos repertórios musicais executados em Portugal. A título de exemplo, refira-se a estreia moderna das Vésperas de Natal de João Lourenço Rebelo, os Concertos Grossos de Pereira da Costa e o simpósio nacional dedicado património musical português. O West Coast tem como uma das suas marcas, o modo singular como desenvolve sinergias relevantes para a formação de jovens e para a difusão dos repertórios musicais até inícios do século dezanove, bem como dos instrumentos utilizados na época. Neste sentido, organiza concursos, masterclasses, encontros de músicos, estágios, exposições de iconografia musical. Paralelamente, o festival tem procurado estabelecer diálogos férteis com a comunidade através de diversas workshops: dança barroca, visitas ao património, espectáculos para crianças, lançamentos de CD, visionamento comentado de filmes e com o projecto Flautas em Grupo. Desenvolve também acções ligadas à Academia como conferências, apresentações de livros.

Marcado como

Continue lendo